músic

domingo, 3 de abril de 2011

o que será de nós




É verdade que tudo começou sem qualquer motivo, sem qualquer explicação, sem qualquer nexo, mas arrisquei e consegui. Passaram-se alguns dias e eu fui tentado, até que, finalmente, consegui. Consegui e posso admitir que foi bastante bom, muito bom mesmo. O único problema, o único problema é que me atirei de cabeça sem pensar primeiro nas consequencias, no que poderia correr mal. Apenas queria algo contigo, mesmo que não gostasses de mim, eu queria algo contigo. Quase te forcei, quase te obriguei. Eu sabia lá se gostava de ti ou não, para mim, era tudo uma brincadeira, um coisa sem importância, uma expriencia nova. Até ao dia em que eu senti que, afinal, não era apenas uma coisa sem importância, era o meu coração a bater de novo por alguém. Sim, esse alguém eras tu. Aquele que eu queria obrigar a namorar comigo, a casar comigo. Aquele que eu queria sem sequer saber se amava. Tu foste paciente e fizes-te tudo calmamente. Tives-te calma, quises-te primeiro saber o que realmente sentias, para nem eu, nem tu sair desta aventura magoados. Passaram-se sensivelmente uma semana, sim, parece pouco tempo, mas visto que até em intervalos de quinze minutos nos encontrávamos, parece que te conheço à um ano, que já te amo e que quero ficar contigo para sempre. Uma semana não é nada, mas esta semana, foi o suficiente para eu conseguir perceber o que quero, para a tua importância aumentar, para eu ter, novamente, forças para te amar. Ainda não me amas, ainda não me queres, mas eu, eu tenho forças suficientes e lutarei por ti, my love.
 - o que será de nós?

3 comentários:

  1. muito bem, muito bem ;D

    qdo leres o meu blogue , repara num belo promenor que lá está; que eu dou-te outro prémio xD

    ResponderEliminar
  2. È que não podes mesmo, senão só estás a dar razão a quem te quer mal!
    E estou a ver que ganhaste novo fôlego para enfrentar a vida! Estou muito feliz, espero vir a saber mais novidades brevemente. Às vezes amizades especiais tornam-se em muito mais que isso e essa, para mim, é a melhor experiência, ter alguém a quem podes sempre dar a mão!
    SALUT PARIS! :)

    ResponderEliminar

sem medos, nem vergonhas, todos somos seres humanos.