músic

segunda-feira, 21 de março de 2011

E agora, ainda duvidam?




E se agora, neste preciso momento fecha-se os olhos, quando os abrisse teria uma vida diferente, uma vida melhor? E se agora estala-se os dedos, os problemas desapareciam? E se eu te disse-se que fiquei abalada o resto do dia quando passas-te por mim e nem sequer me olhas-te, como habitual, iria deixar de me importar com a tua presença? E se eu te disse-se tudo de um única vez, coisa que não aconteceu, iria sentir-me mais livre? Se as respostas a estas curtas perguntas, são sim, eu fecho por completo os olhos, estalo, com imensa força, os dedos, dirte-ei que fiquei abalada quando passas-te por mim, dirte-ei tudo de uma única vez, apenas para me sentir livre, para me sentir bem comigo própria. Sinceramente, nem sei porque escrevo. O dia correu, minimamente, bem. Aprendi a falar baixo, aprendi a controlar-me, aprendi a estar com atenção em sala de aula, mas, sobretudo, aprendi que não posso pegar num lápis e num papel, e desenhar-me. Tenho de ser eu mesma, como alguém, em tempos me desenhou. Ninguém é perfeito. Toda a gente erra. Toda a gente tem problemas, mas só os agrava, quem não tem sentido de humor, quem não luta pela vida, quem não sabe o que quer, como eu, até perceber que me chamo Cláudia, que tenho 14 anos e sobretudo, que sou Feliz! (..) E agora, ainda duvidam? Ainda acham que sou fraca, que não tenho, minimamente, ipotesses de me levantar sozinha? Se sou alguém na vida, é porque, simplesmente, lutei pelos meus objectivos, não porque alguém, algum dia, me ajudou e me levantou, daquela grande queda que dei naquele duro pedaço de alcatrão. É bom quando apreciam o nosso trabalho, quando nos dão o valor que há imenso tempo precisávamos. É bom quando nos conhecem, mas sobretudo, é bom quando não nos julgam.

7 comentários:

  1. adoro, metes fotos mesmo lindas querida!

    ResponderEliminar
  2. assim, está bem melhor ;)
    força DÍ *.*

    ResponderEliminar
  3. vou oensar nesse assunto , muito seriamente xD

    ResponderEliminar
  4. epá , mas só faço se tirares esta música mais-que-melancólica deste blog porra !

    ResponderEliminar
  5. Adorei o teu texto. Mostra que tens força de vontade. E sabes? Não importa a idade mas sim a força que temos dentro de nós para sabermos com ser alguém na vida com objectivos. A idade é apenas um adereço secundário.
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  6. eu já as tive enormes o:

    ResponderEliminar

sem medos, nem vergonhas, todos somos seres humanos.