músic

sexta-feira, 4 de março de 2011

cabeça erguida


Há quanto tempo não sais para te divertir? Há quanto tempo não dás umas boas gargalhadas, umas gargalhadas a sério? Estás tão abececada com ele e com ele, nem sabes bem qual deles, que acabas por te esquecer de ti mesma. Acabas por te esquecer que também és ser-humano, que também precisas de te divertir, de conviver. Quantos amigos novos tens desde que começaram o relacionamento? Pois, nem um. Ele já te disse tudo o que pensava. Já pos um, definitivo, ponto final, embora tu não o queiras ver. Agora, resta-te esquecer. Partir para outra. Sim, também sei que é dificil, muito dificil até, mas não é impossivel. E quanto ao outro, não alimentes esperanças. Está cada vez a dar-te mais desprezo, a mostrar-se ao mundo, a mostrar que não é a pessoa que tu algum dia amas-te. A pessoa que te fará, verdadeiramente, feliz. Esquece-os. Esquece-os aos dois e sê feliz sozinha. Sê feliz porque tens um grande um caminho que te falta percorrer e só com grande esforço, com a cabeça bem erguida, o conseguirás fazer. Se acreditares em ti, poderás ser o orgulho de todos, o teu proprio orgulho. Lava a cara e adormece. Quando acordares, não serás outra pessoa, mas sentir-te-as de maneira diferente.

3 comentários:

  1. é preciso mudar as vezes! seguir em frente !

    ResponderEliminar
  2. é muito bom claudia ;)
    (o texto ) ;p

    ResponderEliminar
  3. Eu percebi, ahah. Obrigada (;

    ResponderEliminar

sem medos, nem vergonhas, todos somos seres humanos.