músic

sábado, 19 de fevereiro de 2011

peço desculpa


Sei que, nestes últimos tempos, não vos tenho dado muita atenção, mas tal como toda a gente, apenas consigo fazer uma coisa de casa vez e acabo sempre por seleccionar aquelas que me fazem mais falta, como aquelas que quero mais, que, por vezes, não são as mais certas, mas que eu, naqueles momentos, penso que são. Desculpem se vos respondo da forma mais arrogante do mundo, se vos digo que não, quando o que mais precisam é de um sim, mas, ás vezes, preciso mesmo de estar sozinha! E, tal como toda a gente, frequentemente, falo e ago sem pensar, só me encontro depois, perdida nas nuvens a reflectir sobre aquilo que fiz e que, por algum motivo, não deveria de ter feito, como aquilo que não fiz, mas que deveria de ter feito. É errado, mas acontece, não só comigo, como com maioritariamente das pessoas que habitam o mundo. Preciso de descansar e de deixar de sonhar. Mais uma vez, desculpem, mas gerir uma vida cheia de problemas, acreditem que não é nada fácil!

1 comentário:

sem medos, nem vergonhas, todos somos seres humanos.