músic

domingo, 24 de outubro de 2010

.

não conseguia de maneira nenhuma entender. desconhecia o que pretendia conhecer, enquanto conhecia o mais importante, o essencial para a minha infelicidade; não percebia o que se passava ;s Naqueles momentos, desconhecia-me totalmente. entrar na minha realidade, era tão, mas tão difícil, que nada me faria mudar. As lágrimas invadiam-me completamente a cara: eram tantas, mas tantas, que nem o melhor sorriso, o melhor abraço, o melhor gesto carinhoso (..), as faria mudar.

1 comentário:

sem medos, nem vergonhas, todos somos seres humanos.